6 queijos franceses que você não vai se arrepender de conhecer e provar!

em

Difícil falar da França sem pensar nos seus queijos! O queijo (fromage em francês) faz parte da cultura francesa e está presente diariamente na mesa dos franceses, após as refeições. Sim! Aqui o queijo é servido depois do prato principal, antes da sobremesa (e muitas vezes substitui ela!).

Parece estranho, mas confesso que não foi difícil se adaptar…rs..O difícil mesmo é entender como as francesas fazem para não engordar comendo queijo e pão todo dia!!!rs

Aqui na França o queijo faz parte de todo um universo! Isso porque o país tem mais ou menos 46 tipos que são reconhecidos pelo selo AOC – Apelação de Origem Controlada ou Appellation d’Origine Contrôlée en francês, que certifica sua procedência. Cada região tem sua especialidade de acordo com o clima, o relevo, o tipo de leite, entre outros fatores. Por isso que conhecer sobre queijos nos leva a conhecer sobre a própria França.  

A ideia desse post não é apresentar pra vocês todos os tipos de queijos (impossível!), mas sim compartilhar aqueles que se tornaram os meus “queridinhos” desde que cheguei aqui.

Espero que vocês gostem (do post e dos queijos!)

MONT D’OR

Depois que descobri esse queijo nunca mais quis comer fondue..rs…isso porque esse queijo você compra em peça inteira e o esquenta direto no forno. O resultado? O meio dele derrete e você só precisa passar o pão para degustá-lo (como um fondue mesmo, mas eu diria que mais saboroso e com menos trabalho).

mont-dor
Queijo Mont D’or – crédito foto: site David Lebovitz

Experimente jogar alho cortadinho em cima e você não vai se arrepender. Como se trata de um queijo de inverno, vai ser mais fácil encontrá-lo nos supermercados ou fromageries entre os meses de outubro e fevereiro.

Para os curiosos, o nome Mont d’Or (montanha de ouro em francês) é uma referência à montanha mais alta da sua região de origem, a região de Doubs.

LE BRIE À LA TRUFFE OU BRIE TRUFFÉ (BRIE TRUFADO)

Se você já gosta de queijo tipo Brie você vai amar ainda mais essa versão trufada. O gosto da trufa é suave, mas faz toda a diferença.

Brie_à_la_truffe1
Queijo Brie à la Truffe – crédito foto: site Wikimedia Commons

Descobri esse queijo graças à uma amiga (muito querida) que veio me visitar e que um dia resolveu comprar o queijo que todas as pessoas da fila do mercado estavam comprando para experimentar! Acho que ela não sabe, mas agradeço a ela sempre por essa descoberta! rs

Por ser um queijo mais refinado, você vai encontrá-lo nas fromageries ou nos supermercados que oferecem produtos mais selecionados.

RACLETTE

 Raclette é um queijo típico da Suíça, mas muito famoso na França também!

A palavra Raclette tem origem no verbo francês “racler“, que significa raspar, uma referência à forma tradicional de preparar este prato: a superfície do queijo é aquecida e, à medida que ela derrete, é raspada sobre o prato.

raclette
Queijo Raclette – crédito foto: site Androuet

Além dessa forma tradicional existem também aparelhos elétricos e até mesmo uma mini versão à vela que esquentam o queijo até derreter.

Nos supermercados você encontra o queijo tipo raclette já cortado em quadrados e normalmente ela é acompanhada de batata cozida e frios (presuntos, salames, etc), mas você pode incrementar ao seu gosto! Assim como o Mont d’Or, é obrigatório no inverno!

COMTÉ

A primeira vista o Comté pode não parecer nada de mais no meio de tantos outros, mas eu gosto bastante por não ser um queijo muito forte e ao mesmo tempo saboroso.

comte
Queijo Comté – crédito foto: site La Ruche des Passions

Fica bom na salada, no sanduíche ou como aperitivo mesmo! Então não é por menos que ele é um dos queijos mais consumidos pelos franceses.

PETIT BILLY (tipo MOULÉ À LA MAIN)

Se você gosta de queijo de cabra você vai amar o Petit Billy (nome da marca)!!!

petit-billy
Queijo Petit Billy – crédito foto: site Triballat

Ele é um queijo de cabra fresco, que se espalha no pão como cream cheese. Eu particularmente também gosto de colocar ele na salada. Você vai encontrá-lo nos principais supermercados. Super gostoso!

SAINT FELICIEN 

Pensa num queijo cremoso e saboroso? É esse!

saint-felicien
Queijo Saint Felicien – crédito foto: site Tentation Fromage

Fabricado com leite de cabra, podemos saborear esse queijo puro mesmo ou acompanhado de uma boa baguete! Quem é fã de queijo de cabra não pode deixar de provar!

DICA BÔNUS:

No descolado 10ème de Paris tem um pequeno restaurante (incrível!!!) para degustar queijos, é o La Vache dans les Vignes (em português “A vaca nos vinhedos”). O lugar é resultado do sonho de dois amigos, um apaixonado por queijos e outro por vinhos!

O lugar é frequentado basicamente por locais e é uma oportunidade incrível para conhecer os queijos franceses! Diante de suas preferências, eles servem tábuas de queijos e sugerem os vinhos que mais harmonizam com eles.

IMG_2979
Restaurante La Vache dans les Vignes em Paris – 10ème

O atendimento é super simpático e se não conseguir comer todos os queijos da tábua eles fazem questão de embrulhar para que você coma depois.

Onde fica: 46, Quai de Jemmapes – 75010 (de terça a domingo das 10h as 13h30 e das 16h as 22h).

Bisous!

Bio Zilka Saleh
WhatsApp Image 2017-12-09 at 14.07.43Oi! Eu sou a Zilka! Nasci e vivi em São Paulo minha vida toda até que uma (baita) oportunidade me trouxe para trabalhar em Paris no final de 2015. Desde que me mudei para Paris me descobri apaixonada por viagens e gastronomia e procuro constantemente explorar cada cantinho da Cidade Luz, essa cidade tão linda que tenho o privilégio de chamar de “casa”. O que mais gosto de fazer em Paris? Difícil escolher entre tantas coisas, mas estou sempre procurando explorar a cultura francesa, conhecer cantinhos novos e, claro, provar da culinária local! Lugares e coisas que estão na minha lista? Ver a aurora boreal, explorar todos os cantos da Toscana e conhecer o Japão!

 

Anúncios

2 comentários Adicione o seu

  1. Radar Mundial disse:

    Oi colega, se descobrir alguma coisa melhor que viajar me avisa?

    Abraços

    Roger
    radarmundial.com

    1. Melissa disse:

      Kkk não tem né? Abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.