8 programas imperdíveis para fazer em Milão

À primeira vista, Milão é aparentemente mais uma daquelas cidades grandes com um ritmo de vida frenético e sem grandes atrativos, mas basta pouco tempo na cidade da moda pra descobrir seus encantos.

Um lugar cheio de contrastes, onde o novo e o antigo se misturam perfeitamente e servem de cenário para o vai e vem de vespas – motocicletas tipicamente italianas – e para os milaneses estilosos desfilarem com seus cachorrinhos de estimação.

Além da vida agitada, por lá também não faltam museus interessantes e belos monumentos!!! Separei aqui alguns programas imperdíveis pra você fazer em Milão 😉

1 – APRECIAR A FAMOSA OBRA “A ÚLTIMA CEIA” DE LEONARDO DA VINCI

A Última Ceia é um afresco do artista italiano Leonardo da Vinci que representa a cena da última ceia de Jesus com seus Apóstolos, antes de ser preso e crucificado, conforme descrito na Bíblia.

Ver o afresco de perto no Convento Santa Maria delle Grazie é uma das atrações mais concorridas e imperdíveis de Milão, por isso requer planejamento.

Como o número de visitantes é limitado, é preciso reservar seu ingresso online com três meses de antecedência.

santaceiadavincimilao
A Última Ceia de Leonardo da Vinci – crédito foto: blog Milão nas mãos

Como estamos num ritmo acelerado de viagens, só tive tempo de começar a pesquisar e montar nosso roteiro pra Milão com um mês de antecedência, e claro, já não tinham mais ingressos online.

Nesse caso, faça como eu e siga para o plano B, ligue para a central de atendimento deles (00 39 02 92 800 360) e tente a sorte! Você escolhe o idioma do atendimento (não tem em português) e aí conversa com uma atendente pra verificar se há disponibilidade de tickets para o dia do seu interesse.

Eu consegui comprar somente para a manhã que eu chegava em Milão, não tinha disponibilidade para o período da tarde como eu queria. Resolvi arriscar, então passei os meus dados (nome, e-mail etc.) e os dados do cartão de crédito. Recebi a confirmação por e-mail e as instruções para retirada do ingresso no dia com 20 minutos de antecedência.

Preciso dizer que apesar de todo meu esforço pra ver a obra, não consegui! Nosso vôo de Paris pra lá atrasou 3 horasssssss, conclusão, não deu tempo de chegar no horário marcado e perdemos os ingressos!

Uma última opção pra quem não conseguir comprar o ticket online ou por telefone é verificar o site GetYourGuide. Só que ao invés de pagar o preço oficial de 10 euros do ticket + 2 euros da reserva, terá que desembolsar pelo menos o dobro de euros.

2 – SUBIR NO TERRAÇO DO DUOMO

A Catedral de Milão é uma das maiores e mais bonitas do mundo!

Em estilo gótico, sua construção foi iniciada em 1386 e se estendeu por mais de quatro séculos. Valeu a pena a espera, é uma construção que impressiona com seus 8.200 blocos de mármore branco-rosa de Candoglia, suas 135 torres e 2.300 estátuas somente na fachada!!!

IMG_3236
Duomo de Milão

Por dentro ela é menos impressionante, apesar de grandiosa…

IMG_3217
Interior do Duomo de Milão

Agora o que é imperdível mesmo é subir no telhado do Duomo!

IMG_5887
Vista do terraço do Duomo

É possível andar pelo telhado, sentar e apreciar todos os detalhes da arquitetura de pertinho.

De lá também se tem uma vista super bonita da Piazza del Duomo e de toda cidade.

Você pode subir a pé (231 degraus) ou de elevador, a diferença de preço é de 4 euros. Se quiser economizar tempo, considere comprar o ingresso online (0,50 centavos mais caro),  assim vai evitar pelo menos a fila da venda de tickets, que costuma ser bem grande.

3 – PROVAR O FAMOSO PANZEROTTO DO LUINI

Quando estiver andando pelo centro de Milão e quiser comer algo simples, gostoso, típico e barato, que não seja a famosa pizza, a sugestão é o panzerotto do Luini, um dos salgados mais concorridos da cidade.

A fama é tanta, que dificilmente você não encontrará fila para conseguir comprar um, ainda mais porque fica bem perto do Duomo!

Fundada em 1949 como uma padaria pela senhora Giuseppina Luini, logo a casa ganhou fama graças a sua receita do panzerotto, salgado típico de Puglia, cidade natal de Giuseppina.

Pode ser frito ou assado e tem recheios variados, sendo que o clássico é com mozzarela e tomate. Tem versões doces também 🙂

4 – FAZER UM BATE-VOLTA PARA O LAGO COMO

A apenas 50km de distância de Milão encontra-se um dos lagos mais bonitos do país, o lago Como.

IMG_3429
Lago Como

De águas cristalinas e cercado por montanhas e vilarejos charmosos, o lago Como é uma ótima opção de bate-volta a partir de Milão, já que a viagem de trem dura apenas 1h.

IMG_3457
Lago Como

Nós aproveitamos que o dia estava lindo e ainda pegamos um barco até Bellagio, uma das cidades mais famosas da região.

Pra saber mais, confira nosso post “Bate-volta de Milão para o Lago Como: como ir e o que ver”.

5 – SE DESLUMBRAR COM A GALLERIA VITTORIO EMANUELE II 

Essa galeria é na verdade um dos centros comerciais mais antigos do mundo!

IMG_3071
Galleria Vittorio Emanuele II

Construída em formato de cruz entre 1865 e 1877, recebia no século XX os burgueses da cidade que ali se encontravam para socializar antes de se dirigirem aos espetáculos do Teatro alla Scala.

IMG_3060

Impossível entrar ali e ficar indiferente, a construção com cúpula de vidro e ferro é belíssima e tem muitos detalhes arquitetônicos que chamam a atenção, dos afrescos nas paredes aos mosaicos do chão.

IMG_3062
Cúpula da Galleria Vittorio Emanuele II

6 – FAZER UM TÍPICO HAPPY HOUR MILANÊS

Prepare-se para redefinir seu conceito de HH!

Os milaneses tem o hábito de se reunir no fim do dia (em qualquer dia da semana!) nos bares da cidade para jogar conversa fora, beber e comer. Até aí, normal, nenhuma diferença em relação ao nosso HH brasileiro.

O que realmente diferencia o Happy Hour de Milão, é que lá funciona assim: você paga um valor fixo, que varia geralmente entre 7 e 15 euros, que te dá direito a uma bebida e comida à vontade. Tem muita variedade, de pratos salgados até sobremesa, ou seja, nem precisa jantar depois! rs

IMG_5024
Foto de uma das três mesas de comida…

Minha sugestão é a rua Corso Sempione, próximo ao Arco della Pace, pois lá tem diversas opções de bares, um do lado do outro. Chegue cedo (por volta de 19h) para conseguir uma mesa!

IMG_5021
Rua Corso Sempione com o Arco della Pace no fundo

7 – CIRCULAR PELO QUADRILÁTERO DA MODA

Uma das coisas que mais me chamou a atenção em Milão é como as pessoas são estilosas! Em nenhuma outra cidade italiana vi tanta gente bem vestida…

Conhecida como uma das capitais mundiais da moda, Milão abriga muitas lojas de grife, de design e joalherias em quatro ruas do centro da cidade, conhecidas como Quadrilátero da Moda.

Ao longo delas (Via Monte Napoleone, Via della Spiga, Via Sant’Andrea e Via Borgospesso) há também hotéis de luxo e muitos restaurantes badalados.

quadrilatero
Quadrilátero da Moda – Milão

Vale a pena circular por elas, nem que seja pra dar uma espiadinha nas vitrines 😉

8 – TOMAR MUITOS GELATOS

O que faz o gelato italiano ser tão especial e imperdível?

Primeiro porque sua fabricação costuma ser artesanal e não leva corantes, conservantes, aromatizantes, etc… Além disso, tem menos gordura, menos açúcar e uma textura cremosa que faz toda a diferença. Dá até pra comer sem culpa, né?!

IMG_3451
Hum…#lovegelato

As gelaterias mais populares da cidade são a Grom, a Amorino e a Cioccolati Italiani. Prepare-se pra enfrentar longas filas, mas vale muito a pena!

Ciao 🙂

Melissa

Anúncios

1 Comment »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *