12 museus em Paris que você não sabia que existiam

Como toda capital que se preze, Paris conta com uma infinidade de museus!

Há dois anos morando na cidade, continuo conhecendo e me surpreendendo constantemente com tantas opções incríveis!

É claro que existem àqueles museus imperdíveis (tem listinha aqui sobre eles), que não podem ficar fora do seu roteiro na primeira vez na cidade (se você gosta de museus), porém há vários outros menos conhecidos e também muito interessantes.

Então, se você já conhece os principais museus da Cidade Luz ou ainda se é o tipo de pessoa que gosta de programas fora do circuito turístico, esse post vai cair como uma luva pra você!!!

1 – LE GRAND MUSÉE DU PARFUM

O mais novo museu da cidade, inaugurado em Dez/2016, é totalmente dedicado à história do perfume!

img_1932
Cada uma das bolinhas é um difusor que exala o aroma de 25 matérias-primas que podem ser utilizadas na criação de um perfume

O elegante GRAND MUSÉE DU PARFUM, instalado numa antiga mansão num dos bairros mais chiques de Paris, tem como objetivo sensibilizar o olfato dos visitantes.

O percurso sensorial ao longo de seus 4 andares conta a história do surgimento dos perfumes, como eram utilizados por pessoas famosas (como Maria-Antonieta, o Rei Sol e Cleopatra), e convida constantemente os visitantes a sentirem fragrâncias diferentes e se submeterem a testes para avaliar seu olfato.

No último andar há ainda projeções que contam um pouco do trabalho tão interessante dos criadores de fragrâncias, com testemunho de alguns bem famosos no mundo da perfumaria.

A decoração é linda e a experiência realmente interessante! Se você é apaixonado por perfumes, não deixe de conferir a loja do museu, há inúmeras opções de perfumes.

img_1943
Loja do Le Grand Musée du Parfum

2 – PALAIS DE LA DÉCOUVERTE

Logo atrás do Grand Palais fica o PALAIS DE LA DÉCOUVERTE, um museu de ciências que é um super programa para as crianças, mas também para os adultos.

img_2671
Fachada do Palais de la Découverte

Além de exposições temporárias, o museu possui várias salas separadas por temas, que vão do funcionamento do corpo humano ao espaço. 

Inclusive, lá dentro funciona um planetário incrível, onde acontece uma verdadeira aula de geografia durante a sessão.

img_2669
Entrada do Planetário

Eles tem também uma programação intensa ao longo do dia com apresentações onde um especialista fala sobre determinado assunto, parece uma coisa meio “O Mundo de Beakman”, quem lembra?!

Porém, tanto essas apresentações quanto a narração no planetário acontecem apenas em francês! Independente disso, o prédio é muito bonito e há informações em inglês nas exposições permanentes.

3 – MUSÉE JACQUEMART-ANDRÉ

Esse é na minha opinião um dos museus mais bonitos da cidade!

img_2581
Musée Jacquemart-André

O banqueiro Edóuard André, herdeiro de umas das maiores fortunas do século XIX, começou sua coleção de arte por volta de 1860, poucos anos antes de decidir construir uma mansão na cidade.

O projeto foi suntuoso e chamava a atenção de quem passava pela rua.

img_2537
Fachada do museu

Nessa mesma época, ao decidir ter um retrato seu pintado, contratou a jovem artista Nélie Jacquemart, que havia uma boa reputação na classe artística. Eles acabaram se apaixonando, casando e compartilhando o mesmo projeto: reunir um importante acervo de obras de arte.

Eles deixaram a casa e tudo o que havia dentro dela para o Institut de France e o MUSÉE JACQUEMART-ANDRÉ foi aberto ao público em 1913.

A casa é belíssima e muito preservada. Os destaques são o salão de baile e uma escada majestosa que nos leva para o piso superior.

img_2545
Teto do salão de baile
img_2593
Escada em espiral do Musée Jacquemart-André

Além da arquitetura e decoração, vale a pena visitar o museu pelas pinturas, esculturas e tapeçarias que o casal colecionou ao longo da vida.

4 – MUSÉE DE L’ARMÉE 

O imponente prédio Les Invalides, que no passado serviu de hospital para os soldados feridos, abriga hoje uma das maiores coleções mundiais de arte e história militar.

O MUSÉE DE L’ARMÉE está dividido em 3 alas, onde você encontra um grande acervo de armas, armaduras, uniformes, bandeiras, pinturas e algumas preciosidades, como o último cavalo de Napoleão, o Vizir, que está empalhado e passou recentemente por uma restauração.

museu-armee

Uma das coisas que mais achei interessante no museu foi a mostra sobre a Segunda Guerra Mundial, repleta de objetos, filmes e fotografias.

segunda-guerra

O ingresso do museu dá acesso também à Église du Dôme, igreja que guarda o túmulo de Napoleão Bonaparte. 

img_4775
Église du Dôme

Se por fora o domo dourado já chama nossa atenção, por dentro ficamos ainda mais surpreendidos!

As 12 estátuas que guardam o túmulo representam as campanhas militares do imperador.

5 – MUSÉE DES ARTS ET MÉTIERS

Esse é um museu interessante pra quem é curioso ou tem interesse em saber mais sobre os avanços tecnológicos no mundo.

img_9110
Musée des Arts et Métiers

O MUSÉE DES ARTS ET MÉTIERS é enorme e exibe mais de 2.400 invenções, separadas em 7 áreas: Instrumentos Científicos, Materiais, Energia, Mecânica, Construção, Comunicação e Transportes.

A área que mais gostei foi a de Comunicação, onde estão expostos diversos aparelhos eletrônicos antigos, deu uma nostalgia! rs

O final da visita também revela uma ótima surpresa, uma sala com um pé direito super alto onde estão expostos vários carros antigos, de diversas épocas diferentes.

Uma verdadeira viagem no tempo!

img_9046

DICA: A estação de metrô mais próxima do museu é o Arts et Métiers – linhas 3 e 11 e é uma das mais bonitas da cidade, parece um submarino.

img_9088
Arts et Métiers – uma das estações de metrô mais bonitas de Paris

6 – CITÉ DE L’ARCHITECTURE ET DU PATRIMOINE

Pra quem gosta de arquitetura e design, o museu CITÉ DE L’ARCHITECTURE ET DU PATRIMOINE (Cidade da Arquitetura e do Patrimônio) é imperdível.

img_3468
Cité de l’Architecture et du Patrimoine

Situado na ala leste do Palais de Chaillot, no Trocadéro, ele é o maior museu arquitetônico do mundo e abrange doze séculos da história francesa.

Na entrada do museu já somos surpreendidos por mais de 300 reproduções e maquetes em tamanho real de pedaços de grandes monumentos franceses, como portais de igrejas e catedrais.

Ao longo das salas encontramos também cópias de murais dos séculos XI a XVI e réplicas de vitrais de catedrais francesas famosas, como a de Chartres.

O último andar do prédio é dedicado à arquitetura moderna e contemporânea e o grande destaque é a reprodução de um apartamento da Cité Radieuse, situado em Marseille (sul da França), projetado pelo arquiteto Le Corbusier em meados do século XX.

Não deixe de dar uma espiadinha pelas janelas do museu, tem uma vista maravilhosa pra Torre Eiffel!

7 – MUSÉE DES ARTS DÉCORATIFS

Situado ao lado do Louvre, o MUSÉE DES ARTS DÉCORATIFS exibe mais de 1.500 peças de arte decorativa, da Idade Média até Arte Moderna e Contemporânea. 

Lá encontramos salas com lindos papéis de parede, salas de desenhos, de brinquedos e uma coleção de mais de 1.000 jóias, da Idade Média aos dia de hoje.

img_7750
Musée des Arts Décoratifs – papéis de parede

Mas não para por aí, há também andares dedicados aos mobiliários, à arte religiosa, às tapeçarias e ainda exposições temporárias super interessantes ao longo do ano!

Em 2016 eu aproveitei uma visita ao museu para prestigiar também a exposição da boneca Barbie, que atraiu muitos visitantes. Eles tem também frequentemente exposições temporárias ligadas à moda.

É um mundo de coisas dentro desse museu!

8 – MUSÉE DE LA CHASSE ET DE LA NATURE

O MUSÉE DE LA CHASSE ET DE LA NATURE, dedicado à caça e à natureza, expõe de maneira bem lúdica a relação do homem com os animais ao longo dos séculos.

A coleção permanente, exposta em salas lindamente decoradas, abriga inúmeras pinturas, esculturas, tapeçarias, desenhos, armas, objetos de arte, vídeos, instalações, e claro, alguns animais empalhados.

9 – ESPACE SALVADOR DALÍ

O ESPACE SALVADOR DALÍ, museu dedicado ao artista surrealista, localiza-se no charmoso bairro de Montmartre, bem próximo à famosa Place du Tertre.

img_1839

O museu abriga mais de 300 obras do artista, a grande maioria esculturas! Uma mais incrível que a outra.

É um ótimo programa pra quem é fã do artista ou pra quem quer saber um pouco mais sobre ele, como era meu caso.

10 – SÈVRES – CITÉ DE LA CÉRAMIQUE

A cidade de Sèvres, colada à Paris e acessível pelo metrô (linha 9 – estação Pont de Sèvres), é conhecida como a CIDADE DA CERÂMICA.

img_5099

Lá funciona uma indústria e o museu, que conta com mais 50.000 peças de cerâmica, sendo que 5.000 são porcelanas de Sèvres.

A grandiosa exposição permanente oferece um panorama de peças variadas de cerâmica de todos os tempos e de todos os países.

As peças são simplesmente lindas!

11 – INSTITUT DU MONDE ARABE 

Após a França e outros 19 países árabes decidirem em 1974 construir em Paris um instituto dedicado a contar a origem do mundo árabe, foi inaugurado treze anos mais tarde o INSTITUT DU MONDE ARABE, um prédio moderno que traz nos detalhes muito da arquitetura árabe tradicional.

img_8626
Prédio do Institut du Monde Arabe

Na exposição permanente são expostas mais de 600 peças, dentre elas muitas cerâmicas, bronzes, manuscritos, tapeçarias etc., que refletem toda a riqueza da civilização árabe-islâmica. 

Eles também abrigam frequentemente exposições temporárias e mostras de fotografia e arte contemporânea. Uma ótima sugestão é subir no terraço do prédio depois da visita, de lá se tem uma vista linda do rio Sena e da Catedral de Notre Dame.

12 – MUSÉE DE MONTMARTRE

O MUSÉE DE MONTMARTRE, instalado numa mansão do século XVII que serviu de residência e atêlie para vários artistas, dentre eles Auguste Renoir, é um museu dedicado à história do pitoresco bairro.

img_4038
Musée de Montmartre

A coleção permanente conta com diversas pinturas, posters e desenhos, assinados por artistas renomados. Por meio desses documentos, voltamos ao século XIX e descobrimos um pouco mais do bairro boêmio, dos seus cabarés, moinhos e famosa cena artística.

No interior do museu há três jardins dedicados ao pintor Renoir, que morou lá entre 1875 e 1877, quando pintou quadros que fizeram muito sucesso.

Dos jardins de Renoir se tem uma vista privilegiada para o vinhedo Clos Montmatre, um dos mais importantes ainda existentes em Paris.

Bom passeio 😉

Anúncios

2 Comments »

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s