Colmar, um sonho de cidade na Alsácia

Já tinha visto muitas fotos de uma cidadezinha chamada Colmar, na região francesa da Alsácia, e quando finalmente fomos visitar Strasbourg, aproveitamos pra incluí-la no roteiro (70km de distância).

img_2371
Colmar

Realmente, é um sonho, parece uma cidade de boneca!

Só pra você entender, a região da Alsácia está a poucos km de distância da fronteira da França com a Alemanha e durante séculos foi disputada pelos dois países.

Por esse motivo, a Alsácia é uma região bem diferente das demais regiões francesas, pois ela sofreu uma forte influência germânica.

img_2361

Em poucos dias na região, percebemos essa influência principalmente na arquitetura e na gastronomia. Às vezes parece que estamos mesmo na Alemanha, uma coisa de doido…rs

img_2389
Casas em enxaimel – Colmar

A última vez que a Alsácia ficou sob domínio dos alemães foi durante a Segunda Guerra Mundial, e Colmar  foi a última cidade a ser liberada da ocupação nazista.

Colmar é a terceira maior cidade da região, atrás apenas de Strasbourg e Mulhouse, porém todas as suas atrações estão concentradas no centrinho histórico, que é bem pequeno e perfeito para ser percorrido a pé.

img_2341
Centrinho de Colmar

Colmar é uma ótima opção de bate-volta à partir de Paris (trem TGV: 1h45) ou de Strasbourg (trem TGV: 30m), e costuma servir de ponto de partida para muitos turistas que decidem fazer a Rota dos Vinhos da Alsácia.

img_2403
Gare de Colmar

Confira aqui as passagens de trem para Colmar.

Da Gare de Colmar, por onde chegam os trens, até o centro da cidade, são apenas 15 minutinhos de caminhada até a Petite Venise, parte da cidade recortada por canais e que recebeu esse nome por lembrar Veneza.

img_2357
Petite Venise

Com exceção do inverno, é possível fazer passeio de barquinho pelos canais. As embarcações saem da Rue de la Poissonnerie.

img_2367
Petite Venise

A Petite Venise é realmente uma graça, porém não foi o ápice do passeio por Colmar, como eu imaginava que seria.

img_2379
Petite Venise

O que mais gostei foi andar pelas ruas, um pouco sem direção, e ficar deslumbrada com as casinhas em enxaimel, tipo de arquitetura onde as hastes de madeira das construções ficam aparentes, bem típica da Alemanha.

As construções são super bem preservadas e tem um detalhe mais lindo que o outro.

Perto da Petite Venise fica o Marché Couvert (mercado coberto), onde você encontra alguns produtos locais.

img_2365
Marché Couvert de Colmar

Seguindo pela Rue des Tanneurs, onde há bastante comércio, você vai encontrar a Place de la Ancienne Douane, onde fica o prédio concluído em 1480 que funcionava como alfândega da cidade medieval. É o prédio público mais antigo da cidade.

img_2351
Place dela Ancienne Douane
img_2356
Antigo prédio da alfândega
img_2355
A Schwendi Fountain na Place de la Ancienne Douane

Ao percorrer o resto do centrinho, procure por dois prédios famosos da cidade: a Maison Pfister, construção de 1537 que se destaca por sua torre e as pinturas que decoram seu exterior e a Maison des Têtes, construída em 1609 em estilo renascentista e que ficou conhecida por esse nome por ter 106 cabeças humanas esculpidas em sua fachada.

img_2318
Maison Pfister
img_2293
Maison des Têtes – hoje funciona lá um hotel e restaurante

Pra quem gosta de museus, uma opção bem interessante é o Museu Bartholdi, fundado na casa onde nasceu e viveu o escultor que criou a famosa estátua da Liberdade de NY. (ao chegar lá descobrimos que fica fechado nos meses de Janeiro e Fevereiro – não consta essa info no site). Se você for me conta o que achou da visita 😉

img_2313
Musée Bartholdi

Outra opção de museu é o Unterlinden, onde obras de arte medievais, renascentistas, vitrais, peças arqueológicas e muito mais estão expostas no prédio de um convento dominicano do século XIII.

img_2289
Musée Unterlinden

Outro ponto de parada obrigatória em Colmar e á imponente Igreja de Saint Martin, o principal monumento gótico da cidade.

Por fim, se você visitar a cidade durante o mês de Dezembro, vai encontrar os Marchés de Noël, ou seja, os mercados natalinos, tão famosos na região da Alsácia (outra influência forte alemã).

img_2296
No final de Janeiro ainda havia várias coisas de Natal espalhadas pela cidade!

Bon voyage!

Melissa 😉

Anúncios

1 Comment »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *