21 coisas para fazer em Lisboa

Lisboa foi nosso primeiro destino em terras portuguesas, e era tudo aquilo que imaginávamos e um pouco mais!

img_9606
Rio Tejo

A capital de Portugal, repleta de colinas, monumentos históricos grandiosos, arquitetura singular com seus azulejos lindos, nos ganhou também pela gastronomia e simpatia dos lisboetas, que nos fizeram se sentir em casa.

Três dias na cidade foi pouco para fazer tudo o que a cidade tem pra oferecer, mas não tem problema, afinal, Lisboa é uma cidade para ser visitada e revisitada muitas vezes!

img_9660

1 – VISITAR UM DOS MONUMENTOS MAIS VISITADOS DE PORTUGAL

O MOSTEIRO DOS JERÔNIMOS é uma jóia arquitetônica de Belém, em Lisboa, e é considerado Patrimônio Mundial pela Unesco desde 1983.

img_9228
Parte da fachada do Mosteiro dos Jerônimos

Sua construção demorou quase um século e lá moraram monges até 1833, cuja função era rezar pela alma do rei e prestar assistência espiritual aos navegadores responsáveis pelos descobrimentos.

img_9226

Inclusive, a arquitetura em estilo manuelino traz vários símbolos das navegações!

O mosteiro abriga os restos mortais de Luiz de Camões, Vasco da Gama, Fernando Pessoa entre outros, por isso, recentemente recebeu o título de Panteão Nacional.

Para visitar a Igreja de Santa Maria de Belém é gratuito (porta direita na entrada principal), porém para visitar o claustro e ter acesso à uma exposição permanente que conta a história do mosteiro, é preciso comprar ingresso.

Vale a pena principalmente pelo claustro, que é muito bonito!

2 – VER A TORRE DE BELÉM

Construída entre 1514 e 1520 na margem norte do Rio Tejo, a TORRE DE BELÉM já serviu de forte, prisão, alfândega e farol…

img_9328
Torre de Belém

Hoje, assim como o Mosteiro dos Jerônimos, é uma das atrações turísticas mais visitadas de Lisboa.

Ícone da arquitetura do reinado de D. Manuel I, a construção traz diversos ornamentos com motivos navais, que podem ser observados no exterior do prédio.

img_9335

Lá dentro há várias salas que nos levam ao terraço do último piso, de onde se tem uma vista muito bonita do rio.

img_9355

Dica: Vale a pena comprar o bilhete combinado Mosteiro dos Jerônimos + Torre de Belém, pois além de ficar mais barato, não será preciso pegar fila para um dos dois monumentos. Vale dizer que a fila no Mosteiro dos Jerônimos costuma ser maior.

3 – PROVAR OS FAMOSOS PASTÉIS DE BELÉM

Não há quem vá para Lisboa pela primeira vez e não queira provar os famosos pastéis de Belém, não é?

img_9293
Pastel de Belém

Então, quando fomos visitar os outros pontos turísticos de Belém, já aproveitamos pra passar na Rua de Belém 84 a 92, onde fica a famosa pastelaria “PASTÉIS DE BELÉM”.

img_9279

A receita, criada no século XIX por um monge do Mosteiro dos Jerônimos, foi repassada por volta de 1837 para os donos da pastelaria. A receita é guardada até hoje à sete chaves e apenas três pessoas tem conhecimento dela.

Pra você ter uma ideia do sucesso, diariamente são produzidos cerca de 10 mil pastéis! Eles dizem que o motivo do sucesso é a utilização de ingredientes de ótima qualidade e de serem produzidos manualmente.

img_9277

A fila de clientes costuma chegar sempre na calçada, mas o atendimento no balcão é bem rápido. Pra conseguir uma mesa no salão pode ser um pouquinho mais demorado, especialmente nos meses de alto verão, quando a cidade fica abarrotada de turistas.

Nós compramos no balcão mesmo e fomos prová-lo num jardim lindo em frente ao Mosteiro dos Jerônimos!

img_9294
Jardim em frente ao lindo Mosteiro dos Jerônimos

4 – VER DE PERTO O MONUMENTO DO DESCOBRIMENTO

Em 1940 foi construído um monumento em Belém, de frente para o Rio Tejo, para homenagear as figuras envolvidas nas descobertas portuguesas.

img_9309
Monumento do Descobrimento

O que pouca gente sabe é que o monumento atual é uma réplica feita em 1960, uma vez que o original foi construído para ser algo temporário, feito com materiais perecíveis.

img_9320

O monumento é grandioso e fica bem no caminho entre o Mosteiro dos Jerônimos e a Torre de Belém.

5 – VISITAR O LUGAR EXATO ONDE NASCEU SANTO ANTÔNIO

Onde hoje é a IGREJA DE SANTO ANTÔNIO, foi no passado a casa da família de Santo Antônio. Lá, ele nasceu (entre 1191 e 1195) e viveu toda sua infância.

img_9415
Igreja de Santo Antônio

img_9414

Apesar do terrível terremoto de 1755 que devastou Lisboa, o quarto onde o santo nasceu permaneceu intacto. Ele fica na cripta da igreja, que pode ser visitado gratuitamente.

img_9410
Cripta da igreja: quarto onde nasceu Santo Antônio

img_9407

Na descida para a cripta há um painel de azulejos que retrata a visita ao local pelo Papa João Paulo II em 1982.

img_9406

Para quem interessar, bem ao lado da igreja funciona o MUSEU SANTO ANTÔNIO, cuja exposição enfatiza a relação do santo com a cidade de Lisboa.

img_9418
Museu Santo Antônio

Infelizmente fui no final de semana de Ano Novo e ele ficou fechado todos os dias, mas está na minha lista para a próxima vez em Lisboa.

6 – PROVAR OS DOCES DE UMA TRADICIONAL CONFEITARIA LISBOETA

A elegante CONFEITARIA NACIONAL é um lugar perfeito para degustar os famosos doces portugueses.

img_9702

Fundada em 1820, atrai lisboetas e turistas de todos os cantos do mundo, que vão atrás dos doces feitos lá mesmo, a partir de receitas seculares guardadas à sete chaves.

O carro-chefe deles é o famoso bolo rei com frutas secas (vendido somente nas festas de final de ano), mas você também vai encontrar pastéis de nata incríveis e uma variedade enorme dos deliciosos doces portugueses.

Clique aqui pra conferir nosso post “11 doces portugueses que você precisa provar”.

Você pode sentar no salão pra comer mais tranquilamente e admirar o ambiente ou pedir diretamente no balcão e comer em pé. No balcão tudo sai mais barato 😉

img_9708
Confeitaria Nacional

7 – ANDAR POR UMA DAS MAIORES PRAÇAS DA EUROPA

Em 1147, quando Lisboa deixou de estar sob domínio dos mouros, a PRAÇA DO COMÉRCIO ainda não existia e era apenas uma área da cidade que vivia inundada por causa da proximidade com o Rio Tejo.

Ela só foi construída depois do devastador terremoto de 1755, que havia destruído boa parte de Lisboa, inclusive o Paço da Ribeira, residência real que ficava ali perto. A Praça do Comércio surgiu então como um símbolo que marcava o início de uma nova fase da cidade.

img_9604
Praça do Comércio

A praça teve seus altos e baixos nos anos seguintes e até serviu de estacionamento durante uma época!

pr-comercio
Crédito foto: blog Menos1carro

Foi somente a partir de 1998 que passou a ser revitalizada e que o Arco da Rua Augusta, na parte norte da praça, virou um mirante.

img_9590
Arco da Rua Augusta: dá pra subir nele!

8 – PROVAR COMIDAS DE CHEFS PORTUGUESES CONCEITUADOS À PREÇO DE FAST-FOOD

O MERCADO DA RIBEIRA foi fundado em 1892 e é o principal mercado de Lisboa.

Porém, além do mercado tradicional, com suas frutas, peixes e flores, existe um espaço gastronômico incrível no prédio, onde há diversas barracas de produtos nacionais e também de chefs conceituados.

img_9673
Espaço Gourmet no Mercado da Ribeira

Programa imperdível! Vá com fome…rs

9 – CONHECER O CAFÉ MAIS FAMOSO DE LISBOA

O CAFÉ A BRASILEIRA é um verdadeiro símbolo de Lisboa.

Aberto em 1905, mantém em seu interior uma elegante Art Deco, com muitas pinturas, espelhos e mármores. O lugar é o berço da Bica, onde surgiu o café espresso forte.

img_9521
Café A Brasileira

Era frequentado por muitos poetas, entre eles Fernando Pessoa, o qual foi homenageado em 1988 com uma escultura sua na calçada em frente ao café.

img_9520
A fotinho que não pode faltar…rs

Porém, Fernando Pessoa não ia lá pra tomar a Bica, mas sim Absinto, bebida com forte teor alcóolico que ajudava no seu processo criativo…

10 – VISITAR A LIVRARIA MAIS ANTIGA DO MUNDO

Fundada em 1732 na Rua Garrett no bairro do Chiado, a LIVRARIA BERTRAND foi reconhecida em 2011 pelo Guinness Book como a livraria mais antiga do mundo ainda em funcionamento.

img_9522
Livraria Bertrand da Rua Garrett

Já foi local de encontro de grandes intelectuais e um de seus frequentadores mais famosos foi Eça de Queirós.

Nos últimos anos eles expandiram os negócios e hoje é a maior rede de livrarias de Portugal! Essa da rua Garrett é bem grande e super completa, ficamos um bom tempo lá escolhendo uns livros!

11 – ALMOÇAR NUM ANTIGO CONVENTO DO SÉCULO XIII

Localizada num antigo convento do século XIII, a CERVEJARIA TRINDADE funciona em Lisboa desde 1836.

img_9548

O convento foi destruído em 1704 por um incêndio, depois pelo famoso terremoto de 1755 e quando estava sendo reconstruído foi novamente danificado por um outro incêndio em 1756. Por fim, deixou de existir em 1834.

Logo depois o local onde funcionou o convento foi comprado por um industrial da cidade para ser a fábrica da cerveja Trindade. Depois abriu ali a Cervejaria, que tinha 4 salas e um pátio.

Toda a decoração que vemos hoje nas salas é resultado dos trabalhos feitos a partir de 1936, que conta com painéis lindíssimos de azulejos.

É uma ótima opção pra almoçar comida típica portuguesa, por um preço bom e num local com tanta história!

img_9543
Cervejaria Trindade

12 – VISITAR UMA LOJINHA SUPER CHARMOSA

Se você não estiver atento pode passar batido pelo número 87-A da Rua do Carmo, onde funciona a LUVARIA ULISSES, uma loja charmosa e minúscula especializada em luvas.

img_9555

Fundada em 1925, se tornou famosa pelos designs inovadores das luvas e utilização de materiais de qualidade! As luvas custam em torno de 50 euros e são lindas! Fiquei babando…

13 – PROVAR UMA BEBIDA TÍPICA DE PORTUGAL

Você já ouviu falar da GINJINHA?

É um licor obtido a partir de uma frutinha chamada ginja, parecida com cereja. A bebida é bem famosa em Portugal, especialmente em Lisboa, Óbidos, Alcobaça e Algarve.

img_9581
A famosa ginjinha

Pode ser servida com a fruta curtida no fim do copo ou não.

img_9585

O endereço mais famoso em Lisboa é o do FRANCISCO ESPINHEIRA no Largo São Domingos, que fundou sua empresa em 1840 e tem sempre gente fazendo fila!

14 – VISITAR UMA DAS LOJAS DE BRINQUEDOS MAIS LEGAIS DO MUNDO

O HOSPITAL DAS BONECAS de Lisboa é referência não só em Portugal, mas também no mundo.

Tudo começou quando uma senhora, a Dona Carlota, fazia bonecas de pano na entrada da sua loja de ervas secas. Ela passou a consertar bonecas e hoje no local funciona um museu de bonecas e uma loja de brinquedos antigos.

img_9713

Foi considerada pela revista Reader’s Digest do Canadá como “uma das lojas de brinquedos mais legais do mundo”, ao lado de gigantes como a Toys’R’Us de NY e a Hamleys de Londres.

15 – COMER BOLINHOS DE BACALHAU 

Não tem como passar por Lisboa e não provar os tradicionais bolinhos de bacalhau.

Um ótimo endereço pra fazer a degustação é a CASA PORTUGUESA DO PASTEL DE BACALHAU, na Rua Augusta.

img_9428

A loja é super bonita, e você pode provar o bolinho tradicional e o recheado com queijo serra da estrela, outro produto tradicional de Portugal.

Achei o queijo um pouco forte, preferi o bolinho tradicional mesmo, mas vale a pena provar os dois!

16 – PEGAR O BONDE ELÉTRICO 28

Os bondes de Lisboa são uma graça e pegar o de número 28, que percorre vários pontos turísticos da cidade é uma verdadeira atração.

img_9403
Bondinho de Lisboa

Amarelinho por fora e todo de madeira por dentro, não tem como não ficar curioso para dar uma volta nele. O problema é que ele é sempre muito cheio 😦 Porém se você for uma pessoa paciente, pode tentar encarar!

img_9719
Estava tão cheio que fiquei colada na motorista do bonde…rs

O bonde 28 sobe as ladeiras de Alfama, atravessa a Baixa, o Chiado e vai até Campo de Ourique, pertinho da casa de Fernando Pessoa.

17 – VER A VISTA DO MIRADOURO DE SANTA LUZIA

Na subida da Catedral Sé até o Castelo de São Jorge fica um simpático miradouro, o de Santa Luzia.

Com seu ar decadente, dá vista para os telhados das construções do bairro de Alfama e do Tejo.

img_9729
Miradouro Santa Luzia

Os painéis de azulejos representam a Praça do Comércio antes do terremoto de 1755 e a conquista do Castelo de São Jorge.

img_9723

18 – VISITAR UMA DAS CONSTRUÇÕES MAIS ANTIGAS DA CIDADE

CASTELO DE SÃO JORGE foi construído no século 11 pelos mouros, quando Lisboa ainda se chamava Al-Ushbuna.

Cercada por muralhas para se defender de possíveis invasores, foi uma das cidades mais importantes durante a Idade Média. Acabou sendo invadida por Dom Afonso Henriques e os cavaleiros das Cruzadas em 1147, depois de longos 5 meses de tentativa.

img_9734
Entrada Castelo de São Jorge

Após a reconquista portuguesa e a decisão da monarquia de instalar ali sua residência, o lugar foi batizado de Castelo de São Jorge.

É uma boa oportunidade pra conhecer melhor a história de Lisboa, já que lá dentro funciona uma exposição permanente que conta a história da cidade.

Dica de restaurante perto do Castelo: CHAPITÓ – comida gostosa, atendimento incrível e uma vista linda do bairro de Alfama e do Rio Tejo.

19 – CAMINHAR EM ALFAMA

O bairro de Alfama fazia parte da cidade murada de Al-Ushbuna, portanto é o bairro mais antigo de Lisboa.

Ele traduz bem o espírito português e andar por suas ruelas é um passeio super agradável.

img_9736

Por ali há várias tascas, que são botecos, onde você pode beliscar alguma coisa, tomar uma cerveja e se for à noite, ouvir um fado vadio, modalidade de fado cantado por amadores que querem expressar suas emoções…no mínimo divertido!

Um dos lugares mais famosos pra ouvir fado vadio é no A Baiuca.

20 – VISITAR O SÍMBOLO DA RECONQUISTA CATÓLICA EM LISBOA

Também conhecida como Igreja de Santa Maria Maior, a CATEDRAL DA SÉ é um verdadeiro símbolo da reconquista católica do território português.

img_9401
Catedral da Sé

Ela foi construída no local onde antes era a Grande Mesquita de Al-Ushburna.

Foi lá que Dom Afonso Henriques, primeiro rei português, tomou posse em novembro de 1147.

21 – IR NUM MIRADOURO NUMA DAS COLINAS MAIS ALTAS DA CIDADE

Repleta de colinas, Lisboa tem muitos miradouros, cada um propiciando uma vista singular.

Uma das vistas que mais gostamos foi do MIRADOURO DO PARQUE EDUARDO VII, de onde se observa o parque, a estátua do Marquês de Pombal, a Avenida da Liberdade e o Rio Tejo lá no fundo.

img_9626
Com o tempo aberto a vista é mais bacana 😉

O nome do parque é em homenagem ao rei inglês Eduardo VII, que teria viajado à Lisboa em 1903 pra tentar estreitar os laços com Portugal.

img_9624

Uma vez ali, aproveite também pra passear pelo JARDIM AMÁLIA RODRIGUES, situado logo atrás do miradouro. É bucólico e bem bonito!

Ufa!!! Fizemos muita coisa, mas acredite se quiser, ainda faltou muito e os itens abaixo já estão na minha lista para uma próxima visita à Lisboa:

Casa do Alentejo, LX Factory, Oceanário, Museu do Fado, ruínas do Núcleo Arquitetônico dos Correios/ Fundação Millennium BCP, Museu do Azulejo, Museu Santo Antônio, provar o pão de ló da Ti’Piedade, assistir à um show de fado, ver as ruínas do Museu Arqueológico do Carmo.

DICAS ÚTEIS:

VIVA Viagem é o nome do cartão de transporte público de Lisboa. Com ele você pode andar de ônibus, metrô, bonde e é super prático, já que você carrega nas máquinas automáticas do metrô.

img_9223

O cartão custa 0,50 e é válido por 1 ano. Você pode comprar o bilhete diário (6€15) ou carregar com algumas opções de valores que a máquina sugere. Nós preferimos ir carregando aos poucos, pois não tínhamos muita ideia inicialmente do quanto iríamos gastar. É importante ressaltar que se sobrar saldo, não tem como recuperar…

Com ele você também economiza dinheiro, pois o valor da passagem cai de 1€85 para 1€45.

DO AEROPORTO ATÉ O CENTRO DA CIDADE é super perto. A maneira mais prática e econômica é o metrô – linha vermelha, que você encontra na saída do aeroporto. Se a fila para comprar o bilhete de metrô estiver enorme, como estava no dia que chegamos, saiba que UBER também é uma ótima opção. Do aeroporto para o bairro de Saldanha, gastamos 6 euros!!!

Melissa 🙂

Anúncios

1 Comment »

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s