Roteiro de 3 dias pela região francesa da Suíça

Apesar da Suíça não ser um destino super famoso entre nós brasileiros, o país atrai cada vez mais pessoas em busca de lindas paisagens, queijos e chocolates incríveis! rs

Um casal de amigos viajou recentemente pela primeira vez ao país e ao invés de conhecerem os destinos mais famosos, como Genebra ou Zurique, optaram por explorar a região francesa no sul do país, onde estão localizadas pequenas e charmosas cidades.

A viagem foi curtinha, mas incrível! Eles voltaram de lá maravilhados com tudo que viram e registraram fotos incríveis. Sendo assim, convidei a Nicole (bio no final do post!) a compartilhar com a gente um pouquinho de como foi essa viagem!

Montreux

Assistindo alguns programas de viagens sobre a Suíça, me empolguei em conhecê-la.
Trata-se de um país incrível, com paisagens deslumbrantes e uma ótima gastronomia, porém  por ser um lugar extremamente caro para se visitar, decidimos reservar apenas 3 dias para então visitar duas cidades que tínhamos mais interesse em conhecer.
3
Lago Lemán
Nos hospedamos na cidade de Montreux, no sudoeste do país, que não à toa é conhecida como Riviera Suíça. “Flanar” pelo calçadão florido à beira do lago Lemán, foi meu passeio preferido.
Ao longo da orla há muitas esculturas de músicos, fadas e uma especialmente incrível, que é a de um menino buscando sua bola na Lua. Se deparar com essas esculturas deixam o passeio mais alegre e encantador.
4
Escultura no Lago Lemán, também conhecido como Lago Genebra
Um dos pontos turísticos mais conhecidos de Montreux é o maravilhoso Castelo de Chillon! Ele está localizado na cidade vizinha de Veytaux, que fica a menos de 3Km do centro da cidade. Fomos de ônibus e foi super rápido e prático.
8
Castelo de Chillon
Os hotéis da cidade costumam dar um cartão chamado Montreux Riviera Card. Este cartão dá direito ao transporte público de ônibus e oferece 50% de desconto no transporte de barco, funiculares de montanha, entrada de museus, entre outros, logo utilizamos ele para entrar no castelo 😉
O ponto alto do Castelo é a vista da torre. É de tirar o fôlego!!! O castelo fica aberto o ano todo, com exceção de 25/12 e 01/01. Funciona das 9h as 19h e a entrada custa 12,50 francos suíços. 
12
Vista da torre do Castelo de Chillon
 
Na manhã seguinte, pegamos um trem bem cedinho e fomos para a encantadora cidade de Gruyères. Porém, esse não era um trem qualquer, era um trem panorâmico!!! Confesso que era o que eu mais queria fazer na Suíça, pois sou apaixonada por viagens de trem e na Suíça ainda era um sonho a ser realizado.
15
Trem panorâmico
O trem é quase todo de vidro e diferente dos demais trens, costuma ser mais lento, justamente para os passageiros apreciarem a vista.
 
 Ao chegar na cidade, logo em frente à estação, fica a fábrica do famoso queijo Gruyère – “La Maison du Gruyère”, e como meu marido é VICIADO em queijo… lá fomos nós! Eu achei um passeio bem turístico, mas de qualquer forma foi válida a experiência em conhecer a produção do queijo.
Horários de funcionamento: De Junho a Setembro: das 9:00 às 17:00 | de outubro a maio: das 9:00 às 18:00. Preço: Adultos 7 CHF | Famílias (2 adultos + 2 crianças: 12 CHF). O ingresso inclui uma pequena amostra com três tipos diferentes de Gruyère: envelhecidos 6,8 e 10 meses.
 
De lá, fomos em direção ao centro antigo da cidade, pela qual já estávamos encantados à essa altura.
 
O centro antigo de Gruyères é um mimo. Repleto de restaurantes e cafés fofos, guarda ainda uma famosa fonte d’água que abastecia a cidade no passado e servia de ponto de encontro.
 
Já no alto da colina, encontramos o Castelo de Gruyères.
Se trata de outro castelo lindo na Suíça que vale a pena conhecer. Me encantei pelo jardim e pela linda vista das colinas.
 
Aproveite para dar uma espiadinha no HR Giger Bar, que fica logo ao lado do Castelo e é bem inusitado, já que sua arquitetura é inspirada na barriga de uma criatura gigante.
almoçamos um delicioso fondue de queijo Gruyère e uma quiche acompanhada de salada! E prepare o bolso, as refeições não são baratas!!!
 
De volta a Montreux, aproveitamos para curtir a cidade, que estava em festa! Afinal , não é sempre que se tem um tempo quente por lá…rs. Os suíços curtem cada minuto do verão! Havia muitas pessoas se refrescando no lago, praticando esportes e bebendo muita cerveja!!!
 
E para finalizar nosso feriado, fomos atrás do famoso “garfo no lago” rs…
Essa escultura fica na cidade de Vevey, vizinha de Montreaux, famosa por ser sede da Nestlé.  É possível pegar um ónibus gratuito para ir até lá.
 
42
Escultura “O Garfo”
O “garfo” localiza-se bem em frente ao Museu do Alimento – Alimentarium, que aborda temas como os mecanismos da digestão, tato, olfato e paladar.
De quebra, no fim da viagem, ainda fomos presenteados por esse lindo pôr do sol!
44
Pôr do sol em Vevey
43
Pôr do sol em Vevey

 

Bio Nicole Badin

bio-nic

Sou paulistana e estou de volta a minha cidade depois de dois anos incríveis morando em Paris. Eu, que nunca tinha pensado ou desejado morar fora do Brasil, acabei tendo essa oportunidade incrível de viajar por mais de 20 países e conhecer um pouco mais do mundo com meu marido! Apaixonada por gastronomia, descobri nesse período que adoro cozinhar. Me apaixonei por viajar e o que me faz mais feliz numa viagem é conhecer a cultura de cada lugar. Algumas viagens que ainda estão na minha “listinha de desejos”: Peru, Chile, Egito e claro, conhecer melhor nosso país!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s