A ensolarada Côte d’Azur: férias no sul da França

A Côte d’Azur, também conhecida como Riviera Francesa, é uma faixa de litoral no sul da França banhada pelo mar mediterrâneo. (veja aqui no mapa)

De carro é super prático conhecer a região, já que as cidades estão bem coladas e uma é mais bonita que a outra!

IMG_0426
Riviera Francesa

As lindas praias, a imensidão de mar azul e o tempo constantemente ensolarado, atraem (especialmente no verão) muitas celebridades, milionários e turistas.

IMG_0151
Riviera Francesa – Mônaco

A porta de entrada para a Côte d’Azur costuma ser o aeroporto de Nice ou ainda o aeroporto de Marseille, que fica na Provence, região vizinha.

Nós optamos por alugar um carro em Paris e descer sentido Marseille, fazendo paradas na região de Dordogne e Aix-en-Provence. Decidimos dormir três noites em Marseille, sendo que num dia passeamos por Marseille (a cidade é muito grande e vou fazer um post específico sobre ela) e noutro fizemos um bate-volta até Cassis.

A cidade de Cassis é muito linda!

IMG_9742
Praia de Cassis

A principal atração por lá são os calanques, sendo possível explorá-los através das trilhas (há indicações na região) ou fazendo um passeio de barco para vê-los de baixo.

Optamos pelo passeio de barco, e achamos o visual incrível!

Se quiser ter mais liberdade, o que foi nosso caso, é possível alugar um pequeno barco a motor, onde não há necessidade de ter habilitação para conduzir. Ficamos quase 5h com o barco e fomos parando onde achávamos interessante. Utilizamos o serviço da empresa: J.C.F Boat Services.

Seguindo, sentido Nice, passamos rapidamente pela famosa St. Tropez, praia que entrou no roteiro dos endinheirados por ter sido refúgio da famosa atriz Brigitte Bardot. A praia mais famosa é a Pampelonne (3km do centro).

IMG_0119
St. Tropez

Aproveite para provar a famosa Tarte Tropézienne, bem levinha e perfeita para o verão.

IMG_3642
Tarte Tropézienne

Colada à St.Tropez nos pareceu ser interessante a pequena cidade de Sainte-Máxime, porém não tivemos tempo de parar.

IMG_0123
Sainte-Máxime

Mais adiante outra queridinha, Cannes, famosa pelo Festival de Cinema de Cannes.

IMG_0250
Cannes

Os turistas aproveitam a visita para pisar no red carpet do auditório e procurar as mãos das celebridades gravadas na calçada, mas isso é o menos interessante da cidade.

O centro é super agradável, tem bastante comércio e é muito animada.

Vale a pena pegar uma embarcação para visitar a Île Sainte-Marguerite, lugar de natureza mais selvagem, onde tem uma praia, um lago e possibilidade de prática de esportes para crianças e adolescentes. Tem um restaurante também super animado, com música ao vivo, de onde se avista Cannes ao longe.

A grande atração da ilha é a prisão do Homem da Máscara de Ferro (lembra do filme com o Leo di Caprio?). Pois é, diz a lenda que o tal prisioneiro misterioso seria o irmão mais velho e ilegítimo do rei Luís XIV. Dica: só é possível comprar o ingresso para a prisão com dinheiro vivo, nada de cartão!

Já em Nice, principal porta de entrada e base para quem quer explorar a Côte d’Azur, a grande atração é a praia (detalhe: a maioria das praias na Côte d’Azur são de pedras) e sua orla, a famosa avenida Promenade des Anglais, onde estão localizados diversos hotéis.

O mais famoso deles, cartão postal da cidade, é o Negresco. Foi transformado em Fundação, para que ele nunca perca sua identidade no caso de ser comprado no futuro por alguma grande rede hoteleira.

IMG_0939
Hotel Negresco – cartão-postal de Nice – Foto: Silvia Mizukoshi

Mas nem só de praia se vive em Nice. Há algumas opções de museus, como o de Matisse no bairro Cimiez e também a agitação do Centro Histórico (Vieux Nice). No entorno da Catedral da Notre Dame de Nice, há diversos restaurantes e lojas interessantes.

Para ver Nice do alto, a sugestão é pegar alguma das três Corniches, estradas que saem da cidade em direção ao leste. O visual é super bonito!

IMG_0495
Nice vista do alto

Nessa direção, chega-se a Villefranche-sur-Mer, um pequeno vilarejo, onde a grande atração é a cor incrível de suas praias.

IMG_0315
Villefranche-sur-Mer

As duas praias públicas da cidade são a Plage des Marinières e a Plage de la Darse.

Logo ao lado fica a linda St-Jean-Cap Ferrat, onde tem vários restaurantes, casas e hotéis luxuosos. Foi um dos lugares que mais gostei!

IMG_0386
St-Jean-Cap-Ferrat

Em Cap Ferrat passamos algumas horas na praia Paloma, que recebeu o nome de Paloma Picasso, pois era nesse pequeno e escondido paraíso que o pintor Picasso costumava passar férias com sua família e amigos. A praia (também de pedra…rs) é mais frequentada por famílias e bem tranquila!

É importante saber que a maioria das praias na Riviera Francesa tem uma parte fechada, onde é preciso pagar para ter um lugar ao sol. O preço costuma variar entre 15 e 25 euros, em média, que dá direito a uma espreguiçadeira com guarda-sol, chuveiro e alguns mimos. Se não estiver disposto a pagar, sempre há uma parte da praia que é pública, onde poderá estender a toalha nas pedrinhas.

IMG_0372
Praia Paloma – de um lado a praia é pública, do outro é preciso pagar se quiser ter mais conforto…

Próximo à St-Jean-Cap-Ferrat está Èze, um sonho de cidadezinha medieval. A grande atração é subir a colina onde fica a Èze Village, o centrinho histórico da cidade. São ruelas charmosas, com vários pequenos comércios, que te levam ao topo da colina.

Lá em cima fica o Jardin Exotique d’Èze (Jardim Exótico de Èze). Para entrar é preciso pagar 6 euros, e o visual é absurdamente magnífico.

IMG_0459
Vista do Jardin Exotique d’Èze

Ao contrário do que eu imaginava, o jardim é até bem grande.

Tem pequenas cascatas d’água, uma pequena gruta, obviamente muitas plantas, diversas esculturas e jardins temáticos.

Seguindo em direção ao leste, chegamos em Mônaco, o segundo menor país do mundo (perde apenas para o Vaticano)!

IMG_0202
Mônaco

Claro que o que não falta em Mônaco é muito luxo! Muitos iates, muitos carros incríveis, casas lindas…eu diria que até parece um mundo paralelo.

Aproveite a visita para conhecer a Catedral de Mônaco, onde está enterrada a Princesa Grace Kelly, o Casino de Monte Carlo (mesmo que não pense em jogar, pode entrar até o saguão do Casino), bater perna pelo porto para admirar os barcos e explorar o bairro de Monte Carlo, onde acontece o Grande Prêmio de Fórmula 1.

Para finalizar, visitamos Grasse, a cidade que é a capital mundial da perfumaria.

IMG_0509
Grasse

Essa pequena cidade de 50.000 habitantes é responsável por 50% da fabricação de perfumes na França.

Uma curiosidade: O perfume Chanel n° 5 foi criado lá a partir da essência de uma rosa que só existe na região.

As principais atrações da cidade são as visitas às usinas e museus das casas de perfume: Parfumerie Fragonard, Parfumerie Galimard e Parfumerie Molinard, onde é possível entender mais sobre a história e evolução dos perfumes, conhecer os laboratórios onde são fabricados e até mesmo criar sua própria fragrância.

Lugares lindos, não é mesmo?!

 

 

Anúncios

2 Comments »

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s