O que fazer em Praga: 18 sugestões para o seu roteiro

A capital e maior cidade da República Tcheca está na lista de cidades mais bonitas da Europa. Eu diria que deve estar também na lista de “mais interessantes”, pois além da beleza natural e arquitetônica, é um lugar repleto de lendas e histórias envolventes.

IMG_7446
Vista de Praga no Distrito do Castelo

Praga é cortada pelo rio Vltava. De um lado do rio fica a Cidade Antiga, a Cidade Nova e o Bairro Judaico. Do outro lado fica o Distrito do Castelo e a Cidade Baixa.

IMG_2904
Rio Vltava e a Ponte Carlos ao fundo

No geral, as atrações turísticas estão bem concentradas, e dá pra fazer quase tudo sem utilizar transporte público.

Minha sugestão é começar a explorar Praga a partir da Cidade Antiga, onde está localizada a Old Town Square, principal praça da cidade.

CIDADE ANTIGA

Uma opção interessante é fazer logo no início da viagem um Free Walking Tour saindo da Old Town Square, pois há muitos detalhes, histórias e curiosidades na Cidade Antiga que merecem atenção!

1 – PASSEAR PELA PRAÇA DA CIDADE ANTIGA  

A Praça da Cidade Antiga (Old Town Square) foi no passado o centro próspero da cidade de Praga. Hoje é um dos locais mais movimentados e onde estão concentradas diversas atrações imperdíveis. 

IMG_7337
Praça da Cidade Antiga

É nela também que acontecem os mercados de Natal e Páscoa, nas semanas que antecedem os feriados.

A praça é repleta de bares, restaurantes e cafés, mas esteja preparado para pagar mais caro se quiser sentar por ali!

Lá estão a Igreja gótica Nossa Senhora de Tyn, a Igreja barroca de São Nicolau e a Prefeitura.

No centro da praça há um monumento em homenagem à Jan Hus, pensador que deu início a um movimento religioso que despertou a ira da Igreja Católica. Ele foi queimado vivo na praça.

Procure também pelas 27 cruzes brancas marcadas numa calçada da praça, que representam um memorial aos mártires decapitados ali após a Batalha da Montanha Branca (1620), que marcou o fim do período boêmio na guerra dos 30 anos.

IMG_7386
Memorial aos 27 mártires decapitados na Batalha da Montanha Branca

É lá também que fica uma das grandes obras-primas do início do século XV, o Orloj, relógio astronômico medieval.

IMG_7352
Orloj – relógio astronômico

2 – ASSISTIR AO SHOW DO RELÓGIO ASTRONÔMICO

O Orloj foi instalado em 1490 e além de marcar as horas, mostra também a posição do sol, da lua, os signos do zodíaco e vários detalhes celestes. 

IMG_7381
Orloj – uma das principais atrações de Praga

Entre 9h e 21h, acontece um showzinho rápido de bonecos do relógio, que saem das janelas para anunciar cada hora cheia.

O relógio foi instalado na torre do antigo prédio da Prefeitura, construído em 1331, onde é possível subir pra ter uma vista privilegiada da praça e arredores.

IMG_7336
Torre da antiga Prefeitura de Praga

A construção do relógio envolve uma história bastante curiosa.

Dizem que como o relógio fez um enorme sucesso quando foi instalado, o criador da obra de arte, Jan Růže, também conhecido como Hanuš, passou a ser muito assediado por governantes de outras regiões.

Para evitar que ele reproduzisse algo parecido, os governantes de Praga o convidaram para um jantar, no qual teria sido dopado. Ao acordar, estava sem os olhos e a língua, dessa forma jamais poderia fazer outro relógio e nem explicar como fazer um igual à outra pessoa.

Mas aí o tiro saiu pela culatra! Para se vingar ele teria se jogado dentro do mecanismo do relógio, que ficou sem funcionar durante 100 anos, pois ninguém sabia consertá-lo.

3 – VISITAR UMA LOJA INCRÍVEL DE CHOCOLATE

Se você for fã de chocolate, não deixe de conhecer a loja Choco Story do Museu do Chocolate, tem chocolates de todos os tipos e formatos!

Caso se interesse por visitar o museu, ele é dividido em 3 andares e conta desde a origem e desenvolvimento do cacau até a apresentação de uma coleção de embalagens de chocolate.

A loja fica aberta diariamente das 9h30 as 19h.

4 – EXPLORAR OS CHARMOSAS VIELAS MEDIEVAIS 

Saindo um pouco da praça, explore as vielas ao redor, há muitos comércios interessantes e passagens surpreendentes.

5 – PROVAR UM ROLINHO DOCE DE DAR ÁGUA NA BOCA

Não deixe de provar o famoso Trdelnik, um rolinho doce que é levado à brasa e depois recheado com o que quiser: chocolate, frutas, chantilly, geleias e até sorvete.

IMG_7093
Trdelnik

Você encontra esse doce em vários lugares da cidade, que estão sempre lotados! O cheiro é maravilhoso. Já havíamos provado em Budapeste, mas lá a versão é mais básica: não tem recheio, só a massa com açúcar ou canela, que já é incrível!

6 – CAMINHE PELA CHAMPS-ÉLYSÉES DE PRAGA

A praça Venceslau (Wenceslas Square) é onde acontecem as manifestações e celebrações nacionais e onde há uma concentração de lojas de grifes prestigiadas.

Ao passear por lá, aprecie as construções em Art Noveau e explore as passagens cobertas entre os prédios.

Caminhe até o Museu Nacional.

7 – MUSEU NACIONAL

O Museu Nacional (National Museum), é o maior e mais antigo museu da cidade.

IMG_7434
Museu Nacional ao fundo

Em frente ao Museu Nacional, procure pela cruz de madeira incorporada à calçada. Foi nesse local que o estudante Jan Palach ateou fogo em si mesmo, como forma de protesto contra a ocupação soviética no país.

8 – CASA MUNICIPAL

A Casa Municipal (Municipal House) é um bonito prédio em estilo Art Noveau, que foi inaugurada em 1921.

IMG_7311
Casa Municipal

Desde então é um local de encontro da sociedade de Praga, onde há dois restaurantes, um café, um bar americano, salas de exposições e de recepções. A casa abriga também uma famosa sala de concertos, a Sala Smetana, também sede da Orquestra Filarmônica de Praga.

9 – FAZER UMA DEGUSTAÇÃO DE CERVEJAS

No século XII os tchecos perceberam que o clima do país era ideal para o cultivo de lúpulo, o principal ingrediente da cerveja. Como consequência, ao longo do tempo várias cervejarias foram abertas e o povo tcheco desenvolveu uma forte cultura cervejeira.

O que não faltam na cidade são opções de bares e pubs para provar as cervejas da região. Diante de tantas opções, pedimos ajuda de um local para indicar um lugar bacana.

Descobrimos então o Prague Beer Museum, um bar muito bacana onde há uma opção de “menu degustação” de cervejas. Você seleciona no cardápio quais quer provar e depois pode pedir um copo grande daquela que mais gostar.

Eles servem comida também! O Diogo (meu marido) pediu um joelho de porco e disse que estava maravilhoso (não tive coragem de provar…rs).

IMG_2948
Joelho de porco no Prague Museum Beer

Um detalhe: É permitido fumar dentro do bar, se isso for um problema pra você, procure sentar no jardim do bar, que fica nos fundos.

Endereço: Dlouhá 720/46, 110 00. Aberto todos os dias das 12h as 3h da manhã.

10 – CRUZAR A PONTE CARLOS

A Ponte Carlos (Charles Bridge) é um dos pontos turísticos mais famosos de Praga!

Dizem que o rei Carlos IV, ao mandar construir a ponte para ligar a Cidade Antiga e o Distrito do Castelo, consultou famosos astrólogos da época para saber qual seria o momento mais adequado para iniciar a obra. Estes indicaram que o primeiro tijolo deveria ser colocado no ano de 1357, 9 de Julho, às 5h31 da manhã.

IMG_7030
Ponte Carlos

A obra foi concluída no início do século XV e foi a única ponte da cidade até 1841.

Toda construída em granito maciço, essa ponte de pedestres exibe ao longo de sua extensão 30 incríveis estátuas barrocas.

Prepare-se para disputar cada micro espaço da  ponte com uma enxurrada de turistas e artistas de rua. Mas o visual compensa!

IMG_7086
Vista da Ponte Carlos

11 – CONHECER A HISTÓRIA DO BAIRRO JUDAICO

Os judeus começaram a se estabelecer em Praga a partir do século X. Após sofrerem o primeiro de muitos ataques que ainda estavam por vir, foram obrigados a viver num bairro específico da cidade, um gueto cercado por muros e excluídos da sociedade.

Eles podiam ser enterrados somente no cemitério do bairro, que ao longo dos anos ficou abarrotado. A solução encontrada para continuar enterrando lá os que morriam, foi remover as lápides e criar uma nova camada de terra, para então recolocar as lápides por cima.

Esse processo foi se repetindo ao longo dos séculos e chegou a ter 12 níveis de terra. O fim dessa situação aconteceu no final do século XVII, quando o Imperador José II liberou os judeus para viverem fora do gueto.

IMG_7402
Cemitério ao fundo (onde estão as árvores)

Inspirados pelo modelo de revitalização que estava acontecendo em Paris, sob controle do Barão Haussmann,o gueto começou a ser demolido no final do século XVIII.

Totalmente revitalizado, passou a ser uma das regiões mais caras de Praga para viver. Nele, restaram somente 6 sinagogas, o cemitério judeu a Prefeitura do bairro.

12 – VISITAR A SINAGOGA MAIS ANTIGA DA EUROPA E O CEMITÉRIO DE 12 CAMADAS

Uma dessas sinagogas é a Old New Sinagogue, construída em estilo gótico em 1270 e a mais antiga da Europa. É ao lado dela que situa-se o cemitério judeu de 12 camadas.

IMG_7396
Old New Sinagogue

Endereço: Maiselova 18, 110 01. Aberto de domingo a quinta-feira das 9h as 18h. Na baixa temporada fecha as 17h (inverno).

13 – CONHECER A SINAGOGA MAIS BONITA DO BAIRRO JUDEU

Outra construção de destaque do bairro é a Sinagoga Espanhola, uma das mais recentes e bonitas. Foi construída em 1868 e hoje funciona como museu sobre a vida dos judeus nas últimas décadas.

IMG_7129
Sinagoga Espanhola

Endereço: Vězeňská 141/1 110 00. Aberto todos os dias das 9h as 18h30, EXCETO aos sábados. De outubro a março fecha as 16h30.

14 – DESCOBRIR A ESTÁTUA DO ESCRITOR KAFKA

Um morador ilustre do bairro foi o escritor Franz Kafka, cuja estátua de bronze foi erguida no bairro.

IMG_7412
Estátua do escritor Kafka

Judeu, nascido em território tcheco, o escritor se expressava nas suas obras literárias somente em alemão, língua da mãe. Por conta dessa decisão de escrever em alemão, o povo de Praga tinha certas restrições na época em relação ao escritor.

Ele morreu aos 41 anos de tuberculose, e pouco antes ordenou que seu editor queimasse seus manuscritos. Esse não acatou às ordens do escritor e ele se tornou famoso mundialmente somente após sua morte.

CIDADE NOVA

É na Cidade Nova que encontramos um dos principais símbolos de Praga, a Dancing House.

IMG_7595
Dancing House

15 – SUBIR NO TERRAÇO DO OUSADO PRÉDIO DANCING HOUSE

Mesmo tendo vários outros atrativos muito mais interessantes na cidade, eu estava super ansiosa pra conhecer esse ousado projeto arquitetônico, que é uma das fotos que mais simbolizam a cidade.

A Dancing House nada mais é do que um prédio de escritórios, construído em 1996, num estilo de deconstrução. 

IMG_7546
Dancing House

Foi projetado pelos arquitetos Vlado Milunichem e Frank Geary e representa uma metáfora arquitetônica de um casal dançando em homenagem ao famoso casal Ginger Rogers e Fred Astaire.

O que pouca gente sabe é que dá pra subir no terraço do prédio!!!

No penúltimo andar tem um restaurante e no último andar um bar/ casa de chá, não sei ao certo definir o que é, mas o fato é que você pode comprar algo para beber ou comer e aí tem direito de acessar o terraço, que tem uma vista espetacular da cidade.

Endereço: Jiráskovo náměstí 6 120 00.

16 – PROVAR UM TRADICIONAL BOLO TCHECO

Foi nesse estabelecimento do terraço do prédio que descobrimos um incrível bolo de mel tradicional da região, o Marlenka. Lembra um pouco o pão de mel, mas mais suave e sem chocolate. Uma delícia!

IMG_2978
Marlenka – bolo de mel tradicional

17 – EXPLORAR O DISTRITO DO CASTELO DE PRAGA – O MAIOR CASTELO DO MUNDO

O Distrito do Castelo de Praga é realmente enorme! Prepare umas boas horas para passear por lá…

Construído no século IX pelo príncipe Borijov, abriga além do antigo Palácio Real, igrejas, museus, jardins, pátios com esculturas e diversas vielas charmosas.

O Palácio já foi residência dos reis de Boêmia e hoje funciona como centro político do país.

Não é preciso pagar para entrar no complexo, porém é preciso pagar para entrar separadamente em cada atração na qual tiver interesse, ou comprar um ingresso que dá acesso à todos ou determinados lugares.

Alguns dos principais pontos do Distrito do Castelo:

Estátua da Fortuna

Diz a lenda que se você tocar certa parte da estátua terá sorte e atrairá dinheiro!

IMG_7463
Estátua da Fortuna

Old Royal Palace

O Palácio Real tem várias salas históricas que mostram um pouco como era a vida da realeza.

IMG_7534
Old Royal Palace

Catedral São Vito

Essa Catedral levou quase 600 anos para ser concluída e é um dos lugares mais procurados pelos turistas. A fila assusta, quase desistimos de entrar…mas acabamos enfrentando!

Não paga para entrar, mas se quiser acessar alguns lugares da Catedral e também subir na torre, é preciso pagar.

Golden Lane

É uma rua histórica, na qual moravam inicialmente pessoas que trabalhavam como caçadores de ouro. À medida em que a profissão foi perdendo valor, as casas começaram a ser povoadas por artistas. A maioria dos turistas para em frente ao número 22, onde morou por um tempo o escritor kafka.

Para acessar a rua é preciso pagar ingresso…

Jardins do castelo e terraço

No entorno do Castelo há vários jardins e terraços, que oferecem uma vista linda de Praga.

O Complexo do Castelo fica aberto das 6h as 22h diariamente. Os prédios históricos ficam abertos até as 17h (de novembro a março aberto até as 16h). Clique aqui para consultar os valores dos tickets das atrações.

18 – CONHECER OS ARREDORES DE PRAGA

Se você tiver pelo menos 3 dias no seu roteiro em Praga, vale a pena considerar conhecer algo no entorno da cidade.

Clique aqui pra ver nosso post: “Visita a macabra Capela de Ossos: bate-volta a 1h de Praga”.

Esse era nosso caso e decidimos visitar Kutná Hora (1h de trem), cidade que nos primórdios competia com Praga para ter a liderança política, econômica  e cultural do país. 

A maioria dos turistas que visita a cidade vai em busca de conhecer a famosa Capela de Ossos. Foi o que nos levou até lá também…

Para finalizar, vou compartilhar aqui algumas DICAS ÚTEIS de Praga, que podem ajudar na visita à cidade!

1 – Por ser uma cidade extremamente turística, muitos estabelecimentos exageram nos preços. Para avaliar se os preços dos restaurantes estão inflacionados, confira o valor da cerveja. Se custar mais de 50 coroas, significa que os preços dos demais itens do cardápio são abusivos.

2 – Como é muito turística e pequena, tem muito trânsito na cidade. O que não puder fazer a pé, procure fazer de transporte público (EVITE TÁXIS). É barato, fácil de usar e muito mais prático.

3 – A grande maioria das casas de câmbio da cidade não cobram taxas e nem comissão. Caso se depare com uma que cobre, continue procurando.

4 – Não é um hábito deixar gorjeta na mesa. Se for pagar a conta com cartão, já indique que quer incluir gorjeta. Se pagar em dinheiro, já dê diretamente ao atendente.

5 – Pra sair a noite, a rua mais animada é a Olouhá Street.

6 – Tem muitas empresas de turismo na cidade, mas vou indicar aqui a que utilizamos duas vezes e gostamos bastante, a Discover Prague Tours

Nós fizemos com eles um Free Walk Tour (o Royal Walk Free Tour), que percorre os principais pontos turísticos da Cidade Antiga, a Cidade Nova e o Bairro Judeu (duração: 3h) e o passeio de um dia à Kutná Hora. Eles oferecem ainda outras opções de tours, todos com saídas diárias!

Anúncios

5 Comments »

  1. Muito bacana o roteiro… espero conseguir colocá-lo em prática num futuro não muito distante… rs Acho que ler os livros de Kafka deve ajudar também a entrar na atmosfera histórica dessa cidade.. Abs!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s