9 museus em Paris que não podem ficar fora do seu roteiro

Há uma quantidade enorme de museus em Paris, e diante de tantas possibilidades, escolher quais visitar pode ser um dilema. Os museus dessa lista são aqueles que não podem ficar de fora do seu roteiro, seja pela sua importância histórica, pela relevância de seu acervo e até mesmo pela sua arquitetura.

1 – O aconchegante Musée de L’orangerie

O prédio que hoje abriga o museu dentro do Jardin des Tuileries, foi construído em 1852 para abrigar durante o inverno as laranjeiras que decoravam o palácio de Tuileries.

A estufa foi transformada em museu no início do século XX e se orgulha de ter em seu acervo oito telas de Monet da célebre série Ninféias, que são maravilhosas!

No piso inferior do museu são expostas 144 obras impressionistas e pós-impressionistas que faziam parte do acervo particular do francês Paul Guillaume, que colecionava e comercializava arte. Algumas dessas obras são dos famosos Picasso, Renoir e Modigliani.

É um dos meus museus preferidos em Paris.

Como chegar: Jardin des Tuileries – lado Rio Sena (estação de metrô mais próxima: Concorde – linhas 1, 8 e 12).

Funciona todos os dias das 9hs as 18hs (entrada até as 17h15), EXCETO às terças-feiras e feriados nacionais. GRATUITO no 1º domingo do mês.

Clique aqui para obter mais informações sobre o Musée de L’Orangerie.

2 – O lindo Musée d’Orsay 

Localizado ao longo do Sena em frente ao Jardin des Tuileries, o museu se estabeleceu na antiga estação ferroviária Orsay, que foi um edifício construído para a Exposição Universal de 1900. Só o prédio já valeria a visita!

IMG_1215
Musée d’Orsay

O Musée d’Orsay abriga cerca de 4000 obras de arte moderna e possui o mais rico acervo impressionista do mundo, com obras de mestres como Monet, Renoir, Degas, Van Gogh e outros.

Uma das minhas obras preferidas no museu é Starry Night (La nuit étoilée) de Vang Gogh, que em 1888 estava constantemente preocupada em representar os “efeitos noturnos”e acreditava que a noite era ainda mais rica em cores do que o dia.

Como chegar: 1 Rue de la Légion d’Honneur (estação de metrô mais próxima: Solférino – linha 12 e RER C – estação Musée d’Orsay).

Funciona todos os dias  das 9hs30 as 18hs (entrada até as 17hs), EXCETO às segundas-feiras e feriados nacionais. Fica aberto até as 21hs45 às quintas-feiras (entrada até as 21hs). GRATUITO no 1º domingo do mês.

Clique aqui para obter mais informações sobre o Musée d’Orsay.

3 – As esculturas ao ar livre no Musée Rodin 

O Musée Rodin é uma galeria ao ar livre, pois além das peças expostas dentro da mansão onde o artista morava, há diversas esculturas ao longo do jardim.

Algumas obras de destaque são O Pensador, que seria uma representação do poeta italiano Dante e a Porta do Inferno, inspirada na Divina Comédia, de Dante.

No interior da mansão são expostos esboços e pinturas do artista, além de algumas outras esculturas, como a famosa O Beijo, inspirada pelo seu romance com Camille Claudel, sua assistente e também escultora.

Pode ser útil fazer a visita ao museu com audioguia, pois não há muitas informações ao lado das esculturas expostas no jardim.

Quanto a mansão onde funciona o museu, é linda por dentro e é um dos museus que mais gosto em Paris!

img_4824

Como chegar: 77 rue de Varenne (estações de metrô mais próximas: Varenne – linha 13 3 Invalides – linhas 8 e 13).

Funciona todos os dias  das 10hs as 17:45hs (entrada até as 17hs15), EXCETO às segundas-feiras e feriados nacionais. GRATUITO no 1º domingo do mês.

Clique aqui para obter mais informações sobre o Musée Rodin.

4 – O grandioso Louvre

Após mais de dois séculos como palácio real, o Louvre foi transformado em museu público em 1793, durante a Revolução Francesa. Hoje, é um dos maiores e mais famosos museus do mundo, com mais de 380 mil itens em seu acervo e cerca de 35000 obras na sua exposição permanente.

IMG_6891
Musée du Louvre

O museu é realmente enorme, no total são 4 andares divididos em 3 alas. Nessas alas se encontram 8 seções: antiguidade oriental, Egito, antiguidade grega, etrusca e romana, arte islâmica, esculturas, objetos de arte, pintura e artes gráficas. Clique aqui para fazer um tour virtual no Louvre.

É muito fácil se perder lá dentro, por isso é importante definir com certa antedência um plano de quais obras quer conhecer e quais alas quer ver com mais atenção. Uma ferramenta que pode ser útil para auxiliar sua visita é o App Musée du Louvre (gratuito).

Na praça central do museu, a atração é a  grandiosa pirâmide central do Louvre, que  foi inaugurada em 1988. Na época questionava-se a construção, pois muitos achavam que esse projeto contemporâneo não combinava com o estilo clássico do museu.

IMG_1360

Como chegar: Estação de metrô Palais-Royal Musée du Louvre – linhas 1 e 7.

Funciona todos os dias das 9hs as 18hs, EXCETO às terças-feiras e feriados nacionais. Às quartas e sextas-feiras funciona até as 21:45hs. GRATUITO no 1º domingo do mês entre os meses de outubro e março.

Clique aqui para obter mais informações sobre o Louvre.

5 – O diversificado Musée du Quai Branly

Com cinco andares e um jardim amplo que proporciona lindas vistas para a Torre Eiffel, o museu foi inaugurado em 2006 e é considerado uma obra-prima arquitetônica.

A missão do Quai Branly é criar um diálogo entre as culturas do 4 continentes (Américas, África, Ásia e Oceania) e seu acervo é composto por objetos e artefatos desses lugares.

Como chegar: 37 Quai Branly (estações de metrô próximas: Alma-Marceau ou Iéna – linha 9; Bir Hakeim – linha 6; RER C – estações Pont de l’Alma ou Champ de Mars – Tour Eiffel).

Funciona de  segunda à quarta-feira e aos domingos: 11hs às 19hs; De quinta-feira a sábado: 11hs às 21hs. GRATUITO no 1º domingo do mês.

Clique aqui para obter mais informações sobre o Musée du Quai Branly.

6 –  O polêmico Centre Georges Pompidou

O Centre Pompidou, mais conhecido por aqui como Beaubourg, possui uma arquitetura completamente diferente dos demais museus de Paris (na verdade, diferente de todas as construções da cidade! rs).

O projeto foi escolhido mediante um concurso promovido pelo então presidente da França (1969-74) e causou polêmica entre a população, tanto pelo projeto arquitetônico (todos os canos e tubos são expostos) quanto pela escolha dos arquitetos, praticamente desconhecidos na época.

IMG_3117
Centre Georges Pompidou

O complexo Centre Pompidou abriga o Museu Nacional de Arte Moderna, que conta com uma das maiores coleções de arte moderna e contemporânea do mundo, uma grande biblioteca aberta ao público, restaurante e um espaço de cinema.

Além de tudo isso, você pode apreciar os telhados de Paris enquanto sobe nas famosas escadas rolantes externas do prédio.

IMG_4944
Centre Georges Pompidou

Como chegar: Place Georges Pompidou (estação de metrô próxima: Hôtel de Ville – linhas 1 e 11).

Funciona todos os dias das 11hs as 22hs, EXCETO às terças-feiras e feriados nacionais. GRATUITO no 1º domingo do mês.

Clique aqui para obter mais informações sobre o Centre Pompidou.

7 – O medieval Musée National du Moyen Âge – Thermes de Cluny

Tapeçarias, estátuas e objetos religiosos estão entre as mais de 20 mil peças expostas numa das mansões mais antigas de Paris, o Hôtel Cluny, na região do Quartier Latin.

Dois grandes destaques do museu são as tapeçarias que formam a série A dama e o unicórnio , que foram tecidas com seda e lã no século XV, nos Países Baixos e as cabeças extirpadas de estátuas da fachada oeste da Notre Dame por revolucionários que pensavam que elas retratassem reis franceses.

Como chegar: 6 Place Paul Painlevé (estação de metrô próxima: Cluny-La Sorbonne – linha 10).

Funciona todos os dias das 9hs15 as 17hs45 (entrada até as 17hs15), EXCETO às terças-feiras e feriados nacionais. GRATUITO no 1º domingo do mês.

Clique aqui para obter mais informações sobre o Musée du Moyen Âge.

8 – Musée National Picasso

O Museu do Picasso foi inaugurado em 1985, no prédio de um antigo palácio, o Hôtel Salé, no bairro do Marais. Há poucos anos passou por uma grande reforma e em 2014 foi reaberto para visitação.

No total são mais de 5000 obras que cobrem todas as fases do artista, além de esboços, documentos e fotografias de sua produção artística.

No último andar do museu são expostas obras de outros grandes pintores que faziam parte da coleção particular de Picasso. Há obras de Cézanne, Matisse, Modigliani, Miró e muitos outros.

Como chegar: 5 rue de Thorigny (estações de metrô mais próximas: Saint-Paul – linhas 1; Saint-Sébastien-Froissart e Chemin Vert – linha 8).

Funciona de terça a sexta-feira funciona das 11hs30 as 18hs e aos sábados e domingos das 9hs30 as 18hs (última entrada as 17hs15). GRATUITO no 1º domingo do mês.

Clique aqui para obter mais informações sobre o Musée Picasso.

9 – O espetacular Musée Marmottan Monet

O prédio que abriga o Museu Marmottan Monet era um antigo pavilhão de caça do Duque de Valmy e foi adquirido em 1882 por Jules Marmottan. Lá, seu filho Paul passou a concentrar sua coleção de objetos de arte e quadros do Primeiro Império Francês.

Quando Paul morreu em 1932, deixou toda sua coleção de obras de arte, assim como a mansão à Academia de Belas Artes. Nascia assim em 1934 o Museu Marmottan.

img_5021

A mansão é linda, mas infelizmente é proibido fotografar lá dentro!

Em 1966, Michel Monet, segundo filho do pintor impressionista deixou de herança ao Museu Marmottan toda sua coleção de quadros herdados de seu pai. O Museu Marmottan Monet é portanto o museu que abriga a coleção mais importante do mundo de obras de Claude Monet.

img_5024

A exposição permanente das telas de Monet é incrível e a maioria delas são retratos de seu jardim na casa de Giverny. Aliás, é possível comprar no museu o bilhete combinado para visitar o museu e a casa de Monet em Giverny (20€50). Saiba o período de funcionamento da Casa de Monet em Giverny.

Além da visita aos objetos de arte de Paul Marmottan e a exposição permanente de Monet, há sempre uma exposição temporária! A visita dura em média 2h.

Como chegar: 2 rue Louis-Boilly 75016 (estação de metrô mais próxima: La Muette – linha 9/ estação de trem: RER C – parada: Boulainvilliers).

Funciona de 3f a Domingo das 10h as 18h (entrada até as 17h30). As quintas-feiras entrada até 20h30.

Clique aqui para obter mais informações sobre o Musée Marmottan Monet.

Anúncios

9 Comments »

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s