9 coisas para fazer na capital do Vietnã (Hanói)

A capital do Vietnã com certeza não entra na lista de cidades mais bonitas do mundo e não parece muito atraente à primeira vista, mas é uma cidade apaixonante! Os habitantes de Hanói são incrivelmente simpáticos e hospitaleiros, suas tradições e crenças são lindas, a comida muito gostosa e o trânsito caótico é uma diversão a parte.

Por isso, além de visitar as famosas regiões de Sapa e Halong Bay, reserve um espaço para Hanói no seu roteiro no Vietnã. Nós fizemos os passeios dessa lista em 3 dias, sem pressa, mas é possível fazer em dois dias. As atrações turísticas estão todas relativamente bem próximas e é possível fazer tudo a pé.

1 – Prisão Hỏa Lò

Construída na cidade de Hanói em 1896, na tentativa de conter o crescimento revolucionário do Vietnã, que fazia parte da Indochina na época, Hỏa Lò foi a maior e mais sólida prisão erguida pelos colonizadores franceses.

A prisão foi apelidada na época de “inferno na terra”, pois os franceses torturavam os prisioneiros de forma extremamente cruel.

Com a restauração da paz no Vietnã, em 1954, a prisão passou a ser utilizada para presos comuns. Dez anos depois, com a guerra do Vietnã (1955 a 1975), tornou-se casa de detenção de pilotos americanos abatidos no norte do país. Os americanos apelidaram a prisão de “Hanoi Hilton”, uma alusão à cadeia mundial de hotéis de luxo.

O apelido se deve ao fato da prisão ter recebido alguns prisioneiros famosos ao longo de sua existência, como o senador americano John McCain e também pelas condições favoráveis dos prisioneiros. Eles tinham várias atividades culturais e esportivas à disposição, jogavam xadrez, ouviam música, assistiam filmes e celebravam o Ano Novo e outros feriados nas festas organizadas pela prisão.

Tais realidades tão contrastantes podem ser observadas no museu criado no local. As celas são expostas com bonecos (parece bem real!), assim como diversos documentos e objetos, dentre eles uma assustadora guilhotina.

IMG_3379
Prisão Hoa Lò- Hanói

É um museu muito bem estruturado, principalmente em termos de informação ao público.

Endereço: 1 Hoả Lò, Trần Hưng Đạo, Hoàn Kiếm, Hà Nội

2 – Templo da Literatura

O Templo da Literatura foi construído em 1070 e lá abrigou a primeira universidade do Vietnã, que funcionou de 1076 a 1779. Era frequentada por estudantes de todo o país, que iam aprender os princípios do Confucionismo, assim como literatura e poesia.

IMG_3371
Templo da Literatura – Hanói

Hoje é muito difícil imaginar esse passado acadêmico no Templo da Literatura, mas alguns resquícios desse período estão lá expostos, como por exemplo as pedras apoiadas por esculturas de tartarugas contendo informações dos alunos que se destacaram na universidade a partir de 1442. A tartaruga é o símbolo da longevidade para o povo vietnamita.

IMG_3372
Templo da Literatura – Hanói

Lá dentro tem um lindo templo que abriga uma estátua de Confúcio, onde as pessoas depositam diversas oferendas e acendem incensos.

IMG_0916
Templo da Literatura – Hanói

Uma das coisas que mais chamam a atenção no Templo da Literatura são os jardins e pequenos lagos, que são lindamente decorados.

Endereço: Văn Miếu, Đống Đa, Hà Nội

3 – Visitar a pagoda mais antiga da cidade

Apesar do Vietnã ser um dos países menos religiosos do mundo (mais de 70% da população declara não ter religião), existem muitas Pagodas espalhadas pela cidade. Pagodas são templos ou prédios sagrados, muitos deles em formato de torres piramidais que se multiplicaram depois da chegada do budismo no país entre os séculos III e I antes de Cristo.

Chùa Trấn Quốc (ou Pagoda Tran Quoc) é a mais antiga de Hanói, foi construída entre os anos de 541 e 545 entre dois lagos da cidade. Ela fica fica numa ilhota, relativamente próximo ao Mausoléu de Ho Chi Minh, e para acessá-la atravessamos uma pequena e charmosa ponte.

Lá encontramos diversas estátuas valiosas, algumas delas folheadas à ouro.

6E98B710-D900-4E80-B0FB-A4A244E90CD9
Pagoda Tran Quoc

Endereço: Thanh Niên, Trúc Bạch, Ba Đình, Hà Nội

4 – Passear no lago Hoàn Kiếm e no Templo Ngoc Son

O lago cercado de verde, no centro da cidade, é um oásis em meio ao trânsito absurdamente caótico da cidade. É um dos locais preferidos pelos habitantes para a prática de atividades físicas e tem vários restaurantes, cafés e lojinhas no seu entorno.

O lago é famoso por conta de uma misteriosa lenda! Dizem que o imperador vietnamita Le Loi teria recebido nesse lago uma espada mágica de uma tartaruga divina que lá vivia. Com ela, o imperador conseguiu expulsar os chineses do Vietnã. Tempos mais tarde, a tartaruga apareceu novamente para o imperador quando ele remava no lago e pediu a espada de volta. O nome Ho Hoàn Kiếm significa “lago da espada devolvida”.

Aproveite o passeio no lago para visitar o Templo Ngoc Son, que fica na pequena ilha do lago. Numa das salas do templo tem uma tartaruga gigante empalhada que viveu no lago e dizem ser a tal tartaruga lendária.

IMG_3383
Templo Ngoc Son – Hanói

Para acessar o templo  você precisa passar pela linda ponte vermelha The Huc, que é um dos principais cartões postais de Hanoi.

IMG_1150
Lago Hoan Kiem – Hanói

Para ver o lago por um ângulo diferente recomendo subir no terraço de um dos cafés no seu entorno, como por exemplo o Highlands Coffee (não espere muito do café, é mais pela vista mesmo).

Um restaurante/café super agradável no entorno do lago é o “The Little Kitchen”, ótimo pra descansar um pouco da confusão de Hanói.

49CED9D7-B434-42F8-AE1F-8566C94B3174
“The Little Kitchen” – Hanói

5 – Visitar o Mausoléu de Ho Chi Minh

O Mausoléu de Ho Chi Minh é uma suntuosa construção que abriga o corpo embalsamado de Ho Chi Minh, líder do movimento de independência e primeiro presidente do país. Ele governou o Vietnã durante um bom período da guerra em luta pela reunificação e ainda hoje é idolatrado pelo povo vietnamita.

O Mausoléu de Ho Chi Minh foi inspirado no Mausoléu de Lênin, em Moscou e seu corpo é enviado à Rússia para manutenção uma vez por ano (durante os meses de setembro e outubro).

As visitas acontecem somente no período da manhá, por isso as filas costumam ser grandes e é importante se programar para chegar cedo. Além disso, a visita é cheia de formalidades e protocolos, por isso fique atento quanto as seguintes regras de etiqueta: é proibido trajar roupas acima dos joelhos, comer, fotografar ou filmar o interior do Mausoléu.

Na saída do Mausoléu, se tiver um tempinho livre, aproveite para visitar o Templo de Um Pilar e o Museu do Ho Chi Minh que ficam dentro do mesmo Complexo.

O museu é dedicado ao ex-presidente, e expõe alguns objetos e fotografias. Não é imperdível, mas é uma opção de passeio para quem se interessar mais pela história do ex-líder vietnamita.

Endereço: Hùng Vương, Điện Biên, Ba Đình, Hà Nội

6 – Assistir ao tradicional show de “Bonecos na Água”

Uma atração turística bem tradicional no Vietnã é o show de bonecos na água. Teve início no século XI e era usado para comemorar o término das colheitas de arroz além de outras festas religiosas. A água que serve de palco para os fantoches representa o elo do espetáculo com a cultura do arroz. Os bonecos são sustentados por meio de um sistema de estacas de madeira que fica escondido embaixo d’água. Já os atores que comandam os bonecos ficam escondidos atrás da cortina do palco.

O espetáculo dura 1h e nele são representadas as lendas antigas do país ao som de música vietnamita ao vivo. Gostei bastante.

Em torno do lago Hoan Kiem, no centro da cidade, tem mais de um teatro que oferece esse tipo de espetáculo. Escolhemos o Thang long Water Puppet, pois era o que tinha mais sessões e mais procura, recomendo!

Vou ficar devendo foto, pois é proibido fotografar ou filmar o espetáculo!

7 – Andar pelo Old Quarter

Para ver e sentir a verdadeira cultura vietnamita não há lugar melhor que o Old Quarter. Com suas ruas estreitas e cheia de comércios bem tradicionais, onde os locais ainda fazem grande parte de suas compras, o bairro oferece uma visão sem retoques do dia-a-dia deles.

Apesar de muito modesto, o bairro possui um charme todo especial. Suas ruas levam o nome dos produtos que eram comercializados nelas antigamente, como a Rua da Prata (Hang Bac), Rua da Madeira (Hang Go) e os vendedores estão por todos os lados, dividindo espaço com as motos, bicicletas e nós pedrestres.

 

As calçadas são os estacionamentos das motos e é preciso andar no meio do trânsito caótico, o que se torna uma verdadeira aventura.

IMG_0827
Old Quarter – Hanói

Como a maioria das ruas e cruzamentos não tem farol (e quando tem eles não respeitam rs) a Como a maioria das ruas e cruzamentos não tem farol (e quando tem eles não respeitam rs) a regra paraem frente, fazendo contato visual com os motoristas, ao mesmo tempo que faz um sinal com a mão para eles, do tipo “Calma aí, que estou passando”rs…Jamais desista no meio do caminho e volte para trás, é aí que mora o perigo de acontecer um acidente. Mas calma, no fim dá tudo certo, os motoristas estão acostumados a desviar de tudo e de todos, não vimos nenhum acidente nos dias que passeamos por lá! rs

A grande maioria dos hotéis estão concentrados nessa região, o que é bem prático, já que todas as atrações turísticas não estão longe dali. Ficamos no Hotel Serene, que tinha um ótimo custo – benefício. O atendimento era impecável, o quarto confortável e o café da manhã muito bom!

8 – Se deliciar com a comida vietnamita

A culinária vietnamita é muito rica e variada, e vai mudando em função da região e suas etnias. Além disso ela foi muito influenciada pelas gastronômias francesas e chinesas, mas no fundo o que é importante dizer é que se come muito bem em Hanoi… rs

Tudo é muito fresco e muito bem feito, buscando sempre um equilíbrio das texturas, da picância, do azedo e do doce. É bem sofisticado mesmo.

A arte da culinária desse lindo país é baseada nos “5 elementos da filosofia oriental”, para que as refeições possam oferecer um incrível sabor e ao mesmo tempo possuir todos os nutrientes necessários para uma dieta saudável. Para você entender melhor, eles sempre misturam ingredientes de origem fria, como os vegetais com produtos mais apimentados ou de origem animal, para que eles se equilibrem entre si.

Alguns pratos que sugiro provar são o Pho, uma sopa de noodle com ervas e carne (vermelha ou de frango), e o Bun Cha, feito com pedaços de porco grelhado, ervas, noodles de arroz e um molhinho muito bom. Além disso, os rolinhos primavera são ótimas opções de entrada.

Um restaurante bem tradicional e muito recomendado na cidade é o  Quán Ăn Ngon , nós gostamos muito! 

9 – Museu de História do Vietnã

A visita ao Museu de História do Vietnã foi o ponto de partida no nosso roteiro pela cidade, pois imaginamos que seria bom entender melhor a história do país no início da nossa visita.

O prédio que abriga o museu foi construído entre os anos de 1925 e 1932 e foi um dos primeiros a misturar elementos da arquitetura francesa e chinesa. Ele por si só já vale a visita!

IMG_0836
Museu de História do Vietnã

No seu interior encontramos artefatos de bronze do século III antes de Cristo, jóias da coroa vietnamita, e diversas peças relacionadas à ocupação da França e do Partido Comunista.

Endereço: 1 Phạm Ngũ Lão, Tràng Tiền, Hoàn Kiếm, Hà Nội

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s